terça-feira, 2 de junho de 2009

EU, PRISIONEIRA...


Sei que tudo na vida é uma questão de costume... Acredito que do mesmo jeito que nos acostumamos com alguns confortos que a vida moderna nos oferece, temos que nos acostumar com a falta deles. Estou sem carro, mingau está em seu leito de morte... é sério! Já tem mais ou menos umas 3 semanas que meu meio de locomoção... velinho, mas confortável e meu, está no prego. E pra falar a verdade acho que ele vai ficar um bom tempo lá! O conserto ficou uma grana violenta e não disponho desse recur$o para mandar consertar agora. O que me resta é voltar a me acostumar ao bom e velho transporte coletivo. Minha irmã acabou de comprar um carro, mas sabe como é... o namorado dela acha ruim que ela me empreste... então respeito! Com óoooodio, mas respeito.


Quase todos os dias passo mal no coletivo... ele é quente... ninguém abre a porra janela... Chego em casa verde... vomito todo santo dia... Confesso que tem uma coisa boa nisso tudo.... tenho feito caminhadas diárias... De casa até a parda de ônibus, que é loooonge..... e na volta Da Esplanada até a "boa e velha" Rodóviária do Plano Piloto. Eu estava precisando caminhar... pra perder as calorias da minha atual fase de comelança sem fim! Acho que daqui a alguns meses eu volto a me acostumar. Por enquanto tá difícil... sinto falta da minha liberdade, de poder ir a qualquer lugar, a qualquer hora... sem depender de nada nem de ninguém... Sem ter que pedir nada pra ninguém... Me sinto uma prisioneira sem mingau.

Um comentário:

  1. Exercício físico sempre é bom, realmente. Só que pegar ônibus lotado ninguém merece, pois se fosse só isso..., mas tem ainda o terrível congestionamento que você tem que enfrentar; eu encaro de boa o metrô lotado, mas ônibus... Quer um conselho, passe o mingau para frente, troca de carro. É triste a separação, mas as vezes é necessário.

    ResponderExcluir