domingo, 10 de janeiro de 2010

grito de alerta!


Estou cansada! cansada de ter que as vezes ser
o que não sou para agradar as pessoas.
Cansada de sorrir quando sinto uma enorme vontade
de chorar, chorar até extravasar ou secar minhas
lágrimas, que luto para que não inundem o meu rosto.
por achar que não se vale a pena.


cansada de fingir sentir o que não sinto
e tantas vezes fingi apenas para agradar aqueles que
nunca se importaram em saber se estavam me agradando.
Cansada de dizer palavras sinceras tão sinceras que mesmo
assim foram duvidadas, não acreditadas ou simplesmente jogadas
no lixo ou debochadas.

cansada! de ouvir e nunca ser ouvida com
a mesma atenção, com a mesma paciência, na maior boa vontade
que eu.Quantas vezes sem que pudessem ver a tristeza que
se estampava em meus olhos, por achar que devia ter feito mais ou
quando achava que havia fracassado em ajudar quem tanto precisava
da minha ajuda e depois ganhar um beijo, o beijo da traição
da falsidade, da mediocridade, o beijo que arde e machuca.

cansada por ter que entender todos enquanto
na primeira oportunidade esse mesmo todo lança um punhal
em minha costas.

cansada! de viver brincando fazendo brotar sorrisos
dos lábios das pessoas ou arrancando boas gargalhadas e ser tachada
de engraçada, sempre com as mãos no coração das pessoas amenizando
a suas dores, fazendo-as esquecer por um momento com esse meu jeito
louco de ser o seu desespero, sua solidão, depressão e fracassos
ou mesmo a dores do amor a dor da rejeição.

cansada de amar superficialmente simplesmente por
achar que o cara é legal, de amar quando se esta longe e quando
perto não se sentir nada, e ter que fingir. Amar por pura carência e
vontade desesperada de ser amada.
Cansada de me entregar a meninos vagabundos que só querem tirar o que
acham que tenho. Cansada de sexo casual. Cansada de amar mal.


cansada! de pessoas que não me conhecem não convivem
comigo, nunca me viram, dizer que fiz, ou o que tenho que fazer.


cansada de perdoar setenta vezes sete, a cada
tapa que me davam, e a cada perdão na próxima levar um soco
na boca do estômago e ainda ficar o dia inteiro arrasada a me perguntar
o por que do soco????


cansada! de acharem que sou metida, que o meu
jeito de ser é forçado mesmo depois de meses virem que não
mudei nem uma vírgula. Cansei dos que não gostam do meu andar, do meu modo
de falar, da cor dos meus olhos e do meu olhar
e mais ainda do meu jeito de gesticular. Cansei de vocês... Falsos!

Estou verdadeiramente cansada, se eu soubesse
que iria para um lugar de paz para descansar
minha alma, eu arrancaria violentamente a minha vida.
mas sei que se fizer isso nunca teria paz e não estou disposta
a pagar o preço que Deus cobra por não respeitar Sua vontade!
peço todos os dias a Deus que seja rápido o meu fim,
e quando chegar essa hora
que seja como uma brisa leve suave que passa rapidamente.


E que não demore a chegar pois não terei nada a perder
Não agüento mais levar essa cruz, sei que o meu dia
esta escrito as vezes penso se essa data não podia ser
antecipada.

A muito não choro, não quero chorar, mas o dia que meu corpo
repousar para todo o sempre, deixarei que minha alma chore
e derrame todas as lágrimas que segurei mas todas essas lágrimas
que escorrerão como a uma fina cachoeira irá chorar de felicidade

Um comentário:

  1. "Nada pode nos seperar do AMOR de DEUS: nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro, nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo. Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do AMOR de DEUS, que é NOSSO por meio de CRISTO JESUS, o Nosso SENHOR."

    Um Abraço.

    ResponderExcluir