sábado, 21 de março de 2009

Pixaim por Pixaim...





1 - Adoro espelho...
2- Choro por qualquer coisa...
3- Já levei muito toco...
4- Amo dirigir...
5- Sou uma ótima amiga...
6- Esqueço o mal que fazem com a velocidade da luz...
7- Detesto funk...
8- Sou leal, legal, linguaruda...
9- Minto quando necessário... e quando não é necessário também!
10- Troco qualquer balada por um bom filme com pipoca e boas companhias....
11- Amo meus amigos....
12- Gostaria de estar em uma situação financeira melhor....
13- Tem dias que me acho uma baranga....
14- Mas na maioria dos dias me acho uma pretinha linda....
15- Minha família é tudo pra mim...
16- Sou muito ciumenta...
17- Manuela e Sofia são as crianças mais especiais que conheci....
18- Como quase tudo.... menos pastel da viçosa da rodoviária...
19- Já me apaixonei incontáveis vezes...
20- Sou divertida...
21- Tenho depressão...
22- Odeio meu trabalho...
23- Falo alto.... e não é de propósito....
24- Sou leonina.... Ascendenete em câncer.... portanto gosto de aparecer....
25- Adoro cinema...
26- Não tenho costume de telefonar para as pessoas...
27- Não gosto de homens muito mais velhos que eu.... Prefiro os mais novos....
28- Tenho o humor instável...
29- Adoro me apaixonar....
30- Sou exagerada em quase tudo que faço e falo...
31- Perdi uma pouco da minha obistinação com o passar dos anos...
32- Sinto falta de alguém pra conversar....
33- Meu sonho é casar de véu e grinalda....
34- Tenho medo que esse sonho não se realize....
35- Não gosto da solidão...
36- Sou muito carente....
37- Pareço metida...
38- Mas na verdade sou tímida...
39- estudo feito uma doida varrida....
40- Sou viciada em série americanas...
41- Madonna pra mim é uma exemplo....
42- Sou fumante...
43- Bebo pouco.... pois fico bêbada muito rápido...
44- Não gosto de sentir frio...
45- Sou fã de desenhos animados...
46- Não consigo ouvir Axé music, nem amarrada....
47- Sempre votei no Lula.... desde os meus 16 anos...
48- Já fui apaixonada pelo meu melhor amigo...
49- Meu carro tem nome.... MINGAU....
50- Moro sozinha....
51- Uso muito salto alto....
52- Sou baixinha....
53- Fiz vários anos de terapia...
54- Não gosto de gente que me cutuca...
55- Sou fiel...
56- Acredito no amor.... aquele de filme....
57- Sou noveleira meeeeessssssmooooo.....
58- Sou manhosa...
59- Bati o carro muitas vezes...
60- Corro ao volante....
61- Gosto de todos os tipos de homens....
62- Pré- CONCEITO.... quem não tem???
63- Tenho um cupido burro...
64- Timidez é minha covardia.....
65- Odeio mulher que dança com mulher... coisa mais úo...
66- Eu não tomo a iniciativa... tudo por causa da timidez...
67- Sou teimosa....
68- Sou birrenta...
69- hummmm..... eu gosto...
70- Pareço uma cigana... de tanto que mudo de casa...
71- Não consigo mais morar com minha família....
72- Tenho muitas manias...
73- Não estou apaixonada... e estou sentindo falta...
74- Compro muitas roupas e sapatos....
75- Sou insegura pra caramba.....
76- Tenho um ar de mulher bem resolvida...mas é tudo mentira....
77- Amo escrever no meu blog...

povoar a solidão...




Povoar a solidão


Permita que sua solidão seja bem aproveitada, que ela não seja inútil. Não a cultive como uma doença, e sim como uma circunstância


A sua é de que tamanho? Difícil encontrar alguém que tenha uma solidão pequena, ajustada, do tipo baby look. Geralmente, a solidão é larga, esgarçada, como uma camiseta que poderia vestir outros corpos além do nosso. E costuma ser com outros corpos que se tenta combatê-la, mas combatê-la por quê?



Se nossa solidão pudesse ser visualizada, ela seria um vasto campo abandonado, um estádio de futebol numa segunda-feira de manhã. Dói, mas tem poesia. Talvez seja por aí que devamos reavaliá-la: no reconhecimento do que há de belo na sua amplitude.


A solidão não precisa ser aniquilada, ela só precisa de um sentido. Eu não saberia dizer que outra coisa mais benéfica há para isso do que livros. Uma biblioteca com mil volumes é um exército que não combate a solidão, mas a ela se alia.


A solidão costuma ser tratada como algo deslocado da realidade, como um tumor que invade um órgão vital. Ah, se todos os tumores pudessem ser curados com amigos. Uma pessoa que não fez amigos não teve pela sua vida nenhum respeito. Nossa solidão é nossa casa e necessita abrir horários de visita, hospedar, convidar para o almoço, cozinhar com afeto, revelar-se uma solidão anfitriã, que gosta de ouvir as histórias das solidões dos outros, já que todos possuem seus descampados.


A solidão não precisa se valer apenas do monólogo. Pode aprender a dialogar e deve exercitar isso também através da arte. Há sempre uma conversa silenciosa entre o ator no palco e o sujeito no escuro da platéia, entre o pintor em seu ateliê e o visitante do museu, entre o escritor e o seu leitor desconhecido. Ah, os livros, de novo. De todos os que preenchem nossa solidão, são os livros os mais anárquicos, os mais instigantes. Leia, e seu silêncio ganhará voz.



Às vezes, tratamos nosso isolamento com certa afetação. Acendemos um cigarro na penumbra da sala, botamos um disco dilacerante e aguardamos pelas lágrimas. Já fizemos essa cena num final de domingo - tem dia mais solitário? É comum que a gente entre na fantasia de que nossa solidão daria um filme noir, mas sem esquecer que ela continuará conosco amanhã e depois de amanhã, deixando de ser charmosa e nos acompanhando até o supermercado. Suporte-a com bom humor ou com mau humor, mas não a despreze.


Permita que sua solidão seja bem aproveitada, que ela não seja inútil. Não a cultive como uma doença, e sim como uma circunstância. Em vez de tentar expulsá-la, habite-a com espiritualidade, estética, memória, inspiração, percepções. Não será menos solidão, apenas uma solidão mais povoada. Quem não sabe povoar sua solidão, também não saberá ficar sozinho em meio a uma multidão, escreveu Baudelaire. Ah, os livros, outra vez.


Martha Medeiros

sexta-feira, 20 de março de 2009

Sejam Bem-Vindos...


Olá pessoas....




Sejam bem vindos ao repaginado, vitaminado, lindo, maravilhoso, elegante, estonteante.... CABELO PIXAIM. Versão 2009!


Acho que tem horas que temos que mudar... e a hora do Cabelo Pixaim foi agora. Não aguentava mais olhar pro blog morto, sem opções, sem interatividade, sem nada... Fiquei P da vida e mudei!


Tá lindo ? Eu sou suspeita pra falar pois fui a criadora... Passei dias e dias pesquisando o que melhor serviria para o "Pixaim"... Testando mil e um templates, apanhando feito mula pra entender as "firulas" do Blogspot. Claro que ainda falta muita coisa, pois ainda estou em processo de adaptação... Aos pouco vou tentando trazer alguns posts que gosto muito pra cá! Mas tudo com calma... se não minha médica me mata!
Então gente... acho que vou querer a opiniões e sugestões sobre o novo "Cabelo Pixaim"... Não percam tempo... ponham a boca no trombone!
Agora vem a jogada de "martiking" (como diz D. Lúcia):
"SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE PARA NOSSA EMPRESA, NÃO DEIXE DE COMENTAR"
Beijosssssssssssssss

amigo é amigo né não????




O que a gente não faz por um amigo... não é mesmo minha gente???? Ontem... estava eu aqui em casa, dura da silva sauro, sem o menor ânimo pra ir à esquina, quando recebo a ligação de um grande amigo, me convidando para uma festinha no Landscape. Bem, não tenho muitas recordações agradáveis de lá... Nunca dei sorte de ir num dia animado ou com mais de 50 pessoas. De qualquer forma amigo é amigo né! Aceitei o convite com a condição báaaasica de não gastar 1 centavo se quer... Ele aceitou... então lá fomos nós! Confesso que a noite foi divertidíssima... dancei até meus pés fazerem calos enoooormes....Meu amigo tentou se jogar, mas acho que a timidez tomou conta do rapaz ... que se conteve! Tenho que ensina-loa a arte da piriguetagem, que aprendi semana passada com uma amiga loka! Ví figuras ótimas... Uma semi-travesti fazendo streeper em cima do palco... a pobrezinha já estava completamente bêbada e mooooito drogada... Foi deprimente! Uma "garoto" vestinda de Robin, sim Robin do Batman.... aquele que está na foto acima! Não pude crêr em uma menina vestida daquela maneira... Muito pitoresco pra minha concepção de vida... Fora as bees a lá MONTAGE! Prá falar a verdade, um lugar 99,97% de público gay se torna muito complexo pra mim.... hetero-da-silva-sauro... eu tinha duas opções... me jogar na pista de dança sem me preocupar em beijar na boca... ou... apelar para o segurança (o único homem hétero do lugar). Optei pela primeira.... Me joguei horrores... pois uma coisa é inegável! Quer ouvir boas músicas? Vá para uma balada gay! Só rola o que há de melhor na música... Matei a saudade de muita coisa... e finalmente consegui dançar Michael Jackson em uma balada... tirando Kate Parry e Pink as músicas estavam perfeitas! Um dia eu volto lá... Mas com certeza acompanhada!

irmã é prá estas coisas...






Minha vida de irmã mais velha é uma verdadeira comédia! Hoje o ex-pirralho, agora já aborrecente de 17 anos, foi para um churrasco com os amigos ... e a incumbência de buscar a reca ficou pra mim! Quase tive uma sincope de tanto rir! Imaginem três meninos de 17 anos bêeeeebados feito gambás... Poisé... eram os três! Não que eu ache bonito, mas quem sou eu pra falar alguma coisa??? Eu bebo, eu fumo meu bom Carlton todos os dias... entaõ moral eu não tenho. Pra falar bem a verdade, acho que todos temos que passar por esta fase... prá aprender o que presta e o que não presta. Mas... voltando ao garotos... A conversa sobre as peguetes, as namoradas, as bonitas as feias e blá blá blá me matou de rir. Embora por um momento eu tenha observado algumas atitudes e opiniões dos distintos pirralhos muito parecidas com as idéias do "meu ex-peguete". Depois de hoje vou pensar 50 vezes antes de ficar com alguém com menos de 28 anos... e mesmo assim, nem sei se as opiniões amadurecem ou mudam com o passar dos anos. Acho que não hein!

o que passou... passou...




Ontem fui para o Calaf (um lugar muito doido) era dia de samba... Amo samba! Eu e meu amigo... entramos felizes e contentes, imaginando que o local teria dado uma melhorada... pois no último samba que fui tive a nítida impressão de estar a beira do inferno... E para aminha grata surpesa não é que o local P I O R O U! Fiquei tão chocada com o povo! Com a vulgaridade estampada, com a exposição das figuras... Não que eu seja puritana... longe de mim, mas... não estou muito acostumada com isso... Na verdade quem estava no lugar errado era eu... eu já tinha sido avisada que o Calaf na sexta-feira não é lá essas coisas. Mas como sou igual Santomé... fui lá pra conferir. Me senti completamente deslocada... Até a hora que encontrei o povo da minha cidade "natal"... Cidade Ocidental (logo alí)! Parece que a city baixou toda lá! Me senti com 16 anos... todas aquelas pessoas que participaram da minha adolescência, alguns de forma positiva, outros nem tanto... Mas todos estavam lá... se jogando no sambão! Por um breve momento senti saudade daquela vida doida, daquelas companhias "erradas" mas que são tão legais. Mas... logo logo me lembro de tudo que ví, dos amigos que perdi para a bandidagem... e de verdade, a saudade passou. Percebi que a vida que levo é bela e que o momento de conviver com aquelas pessoas já passou. Optei por não ser daquele jeito, optei por estudar, levar uma vida normal, não me envolver com o que não presta, ser careta mesmo! Por isso percebo que a hora de conviver com aquelas pessoas tem que ficar lá... há 16 anos atrás, quando eu era uma mula inoscente, que nada percebia, que acreditava que meus amigos bandidos não eram bandidos, que eles apenas eram perceguidos injustamente. ai ai...

?????



Estou estranha... meio sem graça, sem sal! Com uma vontade louca de sumir... de novo! É um saco esta sensação sem graça de que falta alguma coisa. Nada me satisfaz... não suporto mais meu trabalho, não suporto mais não fazer nada... não suporto mais não pensar... apenas fazer trabalhos absolutamente mecânicos. Por um breve momento me arrependo de ter saído da polícia. Só não me arrependo por completo porque lá também ninguém merece! Quero muito mudar... mudar tudo... de vida, de profissão, de rumos, de cidade, de paixão... de tudo! O problema é que estou meio lesada e não sei por onde começar. De trabalho não tem jeito, só passando em outra coisa... o que na atual conjuntura não está muito fácil! De paixão... é foda... pois não sei como faço pra mandar nesse meu cérebro idiota que insiste em se apaixonar por pessoas que simplesmente não me querem... De cidade também não dá... pois isso esta necessariamente atrelado a minha "bela" remuneração. Enfim... a Pós ainda é o que está me salvando!´Afff .... estou um porre hoje! Não dêem ouvidos!

Vai...

Vai

Ana Carolina

Composição: Simone Saback

Espera aí!
Nem vem com essa história
Eu nem quero ouvir
Não dá pra te esquecer agora
Como assim?
'Cê disse que me amava tanto ontem
Eu juro que ouvi
Calma aí!
Que diabo você tá dizendo agora?
Que onda é essa de outro lance pra viver?
Você nem pode tá falando sério...
Vivi pra você
Morri pra você
Pois então vai!
A porta esteve aberta o tempo todo
Sai!
Quem tá lhe segurando?
Você sabe voar
Pois então vai!
A porta na verdade nem existe
Sai!
O que está esperando?
Você sabe voar
Então tá bom!
É, senta e conta logo tudo devagar
Não minta, não me faça, suportar
Você caindo nesse abismo enorme
Tão fora de mim
Tá legal!
É, e eu faço o quê com a nossa vida genial?
'Cê vai viver pra outra vida e eu fico aqui
Na vida que ficou em minha vida
Tão perto de mim
Tão longe de mim
(Pois então) vai!
A porta esteve aberta o tempo todo
Sai!
Quem tá lhe segurando?
Você sabe voar
(Pois então) vai!
A porta na verdade nem existe
Sai!
O que está esperando?
Você sabe voar

revival....putz!







Por que existe o revival na vida da gente? Porque não podemos ficar em paz.... pq quando acaba alguma coisa ainda tem que sobrar sentimentos? porque damos tanta vazão pra isso? Porque ??? Porque? alguém me explica? Poxa... eu já estava praticamante recuperada do "trauma", toda feliz com a minha pós.... eis que de repente o figura aparece no nada... Lindo... na minha frente, com aquela cara de cachorro que caiu da mudança! Eu não resisti... juro que tentei... mas não deu! foi demais pra mim! Não posso negar que fiquei feliz... mas confusa ao mesmo tempo... essa estória de revival não é muito boa. Sempre que fiz isso me lasquei e depois pra deslascar é um porre. Até porque não quero perder o foco, quero continuar com meu novo objetivo... continuar estudando pra 2012...
Mas que foi bom.... isso foi!

libero sim - zac afron

Genteeeeeeeeeeeee.........

Muitas news...
Mas antes de contar tudo dêem uma olhadinha neste vídeo da Zac Afron do "Esbrobows Scool Music"....
Quase desmaiei de tanto rir quando ví esse vídeo dela se assumindo loka dentro da roupa!

empolgação...




Genteeeeeeee.....


Comecei a tal da Pós. Por enquanto estou adorando! Professores muito bons, matérias novas... nada de arquivologia... e se Deus quiser nunca mais terei que ler Schellemberg enquanto eu for viva!!! O bom de fazer uma parada dessas é a diversidade de pessoas, coisas, matérias, assuntos... tudo pra mim é novidade... e gosto de novidades, elas me dão ânimo, gás, força e esperança pra continuar! Claro que coisa pitorescas acontecem, tipo... hoje na aula tinha uma garota na minha frente que tem "tricotilomania" (doença de quem fica arrancando cabelo sem parar)... pensem na minha aflição pois a guria estava exatamente na minha frente... e passava o tempo inteiro com os bracinhos levantados arrancndo os cabelos fia a fio... E pra piorar, a aula era de uma matéria súuuuuuuuuper densa... pelo menos pra mim! Eu com a cabeça fritando... intercalava aula... um pouco de aflição.... aula.... um pouco de aflição... por fim depois de alguns minutos aflita olhando aquela cena... mudei de lugar e pude assistir a aula em paz! Nada contra a garota, pois ei que isso é uma doença que está realcionada a ansiedade. tadinha! Outro ponto interessante é que até em Pós existe o povo que viaja... é cada pergunta inacreditável! Eu como tenho o pavio curto quase dei um murro na cara de um cara que não parava de fazer pergunta NADA A VER COM A HORA DO BRASIL! O professor cortou a criatura e mesmo assim... ele estava lá... firme e forte nas viagens interplanetárias. Ai... é uó mesmo!
Dá pra ver que estou mega-power empolgada né não?! Tomara que até o fim do curso eu esteja assim! Este é meu objetivo! Já estou até providenciando umas coisinha para melhorar a concentração! Urrul.... (Tô parecendo pirralho no primeiro dia de aula dãããhhhh)

o sapo da terapeuta...

E aê pessoas? como estão... eu estou um pouco lerda devido a mudança de dosagem do meu remédio para 1.01 (doido)... Tem horas que tenho certeza que sou uma mula! Acho até que minhas orelhas já estão em mutação.... para ficarem mais características com a minha novo identidade. Sexta-feira tive terapia... E só não fui mais esculhambada porque faltaram adjetivos para tanto. Com o sapo que ouvi pude ver as coisas de um outro prisma, muito melhor, pra mim é claro. Mas no meio desse turbilhão de emoções... Consegui fazer algo muito bom pra mim! Me matriculei em uma Pós-Graduação. Dessas que todo mundo aquí em Brasília tem, mas que conta e muito na hora de uma prova de títulos. Agora tenho aula todos os dias e terei pouco tempo pra enfiar caraminholas na cabeça.
E tenho dito!

quinta-feira, 19 de março de 2009

Desapixonar-se




Desapaixonar

Desapaixonar-se é esquecer

E lembrar de vez em quando...

...Quando dói.


Desapaixonar-se é explicar ao consciente

O que a conseqüente dor

Não consegue entender.


Desapaixonar-se é lavar-se do amor

Que gostaria de ter

É aceitar a dor para parar de doer.

É o fruto devolvido à terra

Antes da fome, antes de comer.


Desapaixonar-se é a covardia

Do limite de sofrer

É o suspiro de desapego,

A distância das lembranças

Que se tem que esquecer.


Desapaixonar-se é expurgar os sonhos

E deixá-los pintados à mão

Na tela da vida e na parede do coração

É a arte de limpar o amor das expectativas

É a prática de sentir dor e cuidar da ferida.


Autor desconhecido

Encerrando Ciclos...




Acabei de ler um texto muito bom, e não podia deixar de postar! Fala sobre o fim dos ciclos. Da renovação que somos obrigados a fazer na vida. Até mesmo para que as coisas evoluam. Pode ser que por algum momento o encerrar de um ciclo cause dor... mas passa, se encararmos essa mudança como um passo para o crescimento, para a evolução, para o redescobrir. O que seria de nós se não fossem as várias portas e janelas se fechando???? Para que outras tantas se abram!!! Quando não estou muito animada com a vida, tipo ontem ... eu procuro curtir bastante a fossa... pra depois sacudir a poeira! Urrul... bola pra frente... mas não deixo de curtir o sentimento ruim até que ele se esgote... choro tudo que tenho que chorar, falo tudo que tenho que falar , fico horas e horas rolando feito bife na cama, lamento, grito, xingo, fico com ódio... Mas depois... o ciclo se encerra... a poeira se assenta e tudo volta ao normal! Como uma grande tempestade... daquelas de verão, que vem com força total, mas que duram apenas alguns minutos... capazes de fazer um bom estrago... Mas depois vem o sol! e tudo muda!


Estou assim animada pois hoje recebi tantas notícias boas que não tenho como ficar triste e lamentar fatos passados. Ainda tenho esperança de que 2009 será um ano diferente. Não amorosamente, pois não quero mais ninguém! Mas quem disse que a vida é feita só de amor???? Tenho tantas metas, com tantos planos traçados... que o "amor" fica meio que jogado para escanteio. Nóoooo.... acho que falei demais, me perdi na conversa... e não postei o texto que falei.

Para os que não tem preguiça de ler... se joguem pois o texto é ótimo.




"Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações? Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu....Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado. Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar. As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora...Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem. Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se. Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais. Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal". Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..E lembra-te:Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão"
Fernando Pessoa


Nem tudo é para todos...



Tem horas em que os pensamentos e os sentimentos ficam confusos. nada parece fazer sentido! Minha vida nesses últimos dias está assim! Tudo porque acho que resolvi assumir um sentimentozinho medíocre que é a paixão. Como já vivi isso muitas vezes sei exatamente qual é o resultado... ainda tentei insistir em algo que não foi feito para mim. Ainda bem que Deus providenciou um tombo rápido, ligeiro, com todos os ingredientes dignos de uma comédia pastelão... pra não ter desculpa de arrependimento depois.... o tombo foi tão certeiro que só agora pude perceber com quem eu estava lidandado.... sou uma mula mesmo!!! Acho que muitos aqui me conhecem e sabem que não tenho vergonha de dizer o que sinto! Esse tipo de falsidade não faz parte da minha vida! Sou muito sincera neste quesito. Talvez por isso meus finais nunca sejam felizes. Mas talvez final feliz seja coisa de filme água com açúcar... ou quem sabe o ditado que uma amiga minha me disse uma vez seja a mais pura verdade.... "Nem tudo é para todos!" O amor não está para Pixaim assim como o cão não está para o gato! e tenho dito!

Deus...

"Deus costuma usar a solidão
Para nos ensinar sobre a convivência.
Às vezes, usa a raiva para que possamos
Compreender o infinito valor da paz.
Outras vezes usa o tédio,
quando quernos mostrar a importância da aventura e do abandono.
Deus costuma usar o silêncio para nos ensinar
sobre a responsabilidade do que dizemos.
Às vezes usa o cansaço, para que possamos
Compreender o valor do despertar.
Outras vezes usa a doença, quando quer
Nos mostrar a importância da saúde.
Deus costuma usar o fogo,para nos ensinar a andar sobre a água.
Às vezes, usa a terra, para que possamos
Compreender o valor do ar.
Outras vezes usa a morte, quando quer
Nos mostrar a importância da vida."
Fernando Pessoa




O Mundo é Um Moinho
Cartola
Composição: Cartola

Ainda é cedo amor
Mal começaste a conhecer a vida
Já anuncias a hora de partida
Sem saber mesmo o rumo que iras tomar
Preste atenção querida
Embora eu saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco tua vida
Em pouco tempo não serás mais o que és
Ouça-me bem amor
Preste atenção o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos, tão mesquinho.
Vai reduzir as ilusões à pó
Preste atenção querida
Em cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavastes com teus pés