sexta-feira, 10 de abril de 2009

Outro Blog...


Criei...

estava eu aqui sem nada fazer... a idéia já existia a muito tempo, mas só hoje... graças ao completo ócio... e cansaço de reclamar da vida... resolvi utilizar meu lado "criativo" que está meio paradão... pra criar outro Blog. Este é tipo um site de Downloads de CD's completos. A diferença é que só vou postar o que eu realmente escuto... e isso influenciou por demais na escolha do nome do Blog... Que se chamará "No Som do Mingau"... Já que vcs estão carecas de ouvir eu dizer aqui o que toca no som do mingau... criei um espaço só pra isso!!!Para compartilhar aos que quiserem ouvir boas músicas.... Já tem algumas coisinhas por lá...

The Magic Numbers - Ferever Lost


Você já ouviu The Magic Numbers????
Tem um tempão que tenho alguns CD's deles aqui no computador... mas nunca tinha ouvido tudo. Hoje como quero mudar completamente o repertório resolvi ouvir com mais atenção...




estou chata hoje....

Tá gente... eu sei que não estou muito bem hoje... E sei também que é chato ficar reclamando o tempo todo da vida!

Como tudo na vida tem uma justificativa... dêem uma lidinha nesses quadros que ajudam a entender que os sentimentos negativos não são tãaaaao ruins assim!










Eu tenho a Sindrome do dedo podre


“ Síndrome do dedo podre”!

Você não sabe o que é? Vou explicar.... Este mal atinge milhares de pessoas no mundo inteiro e independe de gênero,credo,cor ou situação sócio econômica...
.Os portadores dessa moléstia olham no meio de uma multidão e para quem o "dedo podre" vai apontar? Exatamente para a mais podre das criaturas... vai aninhá-la em seu coração ... ajudar ... pedir ajuda a seus amigos ... enfim... um verdadeiro ato de “amor” e solidariedade...
.
Não fique zangada com o que vou dizer... mas, você tem uma boa parcela de responsabilidade sobre essa flechada!Aconteceu porque houve espaço deixado por você...

.Há dois tipos de Síndrome do dedo Podre a saber:

1) “Bicho que tem pena” ou “Beira de Rio” :
Já ouviu o ditado popular que diz que “Todo bicho que tem pena toma na Cloaca”(vulgarmente chamado !@#$$%%¨$#ú) acrescente a essa sabedoria o perfil “beira de rio”. Já reparou que tudo se encosta nas margens dos rios? Pneus velhos, galhos de árvores, bicho morto,ferro velho e lixo de modo geral....Se sofre da Síndrome do dedo podre na vida comercial, familiar, etc. (exceto na vida amorosa) seu subtipo será um ou outro ou em casos gravíssimos além de tomar na cloaca ainda sofre assoreamento das margens de sua vida!


2) “Mulher do dedão podrão” se subdivide em outras categorias a saber:

a) “Mulher cofrinho” Paga contas “sem perceber” e nunca compreende que está sendo explorada....muitas vezes ,gosta! Encontrei um caso clássico ao ler um scrap no Orkut... A jovem mulher cofrinho pagava pelo lazer com o namorado e iam ficar noivos... o esperto sempre dizia estar desprevenido e procurando emprego sem sucesso... A jovem entregou a ele algumas jóias para fazer um par de alianças... Feliz , recebeu as alianças num jantar romântico ( pago por ela) ... Dias depois, uma terrível alergia fez seu dedo anelar inchar e bolhinhas que coçavam surgiram do nada... foi ao dermatologista e para sua decepção... a aliança era da mais pura lata! O esperto embolsou as jóias e não imaginava que nossa jovem mulher cofrinho fosse alérgica! Nesse dia acabou o noivado .. mas ela chora até hoje de saudades do “canalha”...E ela disse que esse não foi o único!


.b) “Mulher estepe” – pau para toda obra. Cozinha, lava, passa , arruma casa, cuida dos seus filhos, boa de cama, boa companhia para um jantar de negócios ( apenas para compor a mesa!)... mas....Só sai da mala do carro quando o “bofe” precisa de você!


.c) “Mulher Maezona” Procura em todos os parceiros o filhinho...Chega o absurdo de chamar o parceiro de “filhinho”.... E lógico, quem procura acha!


.d) “Mulher capacho” - nem vou explicar que tipo de parceiro essa sofredora procura...

.E não para por ai.... há patologias descritas que acrescentam ciência acadêmica a “Síndrome do dedo podre”, por exemplo podemos citar:.Riparofilia :Fetiche por pessoas de padrão inferior, acreditando assim obter mais atenção e valor desta pessoa.


Texto retirado do Blog: Avassaladoras Rio



Toda mulher que só se fode na vida já ouviu falar da síndrome do dedo podre. Lendo por aí descobri que tal síndrome não se aplica somente a relacionamentos amorosos, mas, para tudo... tudo meeesmo, tipo trabalho, família, dinheiro, amigos e todo o resto. Eu sou um modelo da síndrome a ser estudado... já havia pensado a respeito... pois tenho a nítida impressão que tudo o que toco apodrece! Parece que sou a nuvenzinha negra que transita pelo universo... Por mais que eu tenha boas intenções, por mais que eu me esforce para que as coisas dêem certo... no final sempre acontece alguma podreira, para confirmar que sou úo e que a podreira paira sobre o meu ser... seja com homens, dinheiro, família ou qualquer outra coisa. Será que isso é cármico? Será que tem cura?

Pergunta sem resposta....

Que dia ruim... quanta merda junta acontecendo e tudo numa única noite, onde o que eu esperava era me divertir, dançar um bom Samba Rock.
Tem uma música que diz que o que os olhos não vêem o coração não sente... e na madrugada de hoje pude provar o gostinho amargo dos olhos verem, o coração sentir e a cabeça padescer. Me questiono todos os dias como pude ser capaz me deixar envolver em uma situação tão desgastante e humilhante. Também me questiono onde estou errando em minha vida... Parece que vivo um eterno pesadelo emocional, onde nada dá certo, onde só me dou e recebo de volta o desprezo e o desamor. Nessas horas queria mesmo ser uma grande filha da puta, daquelas que não estão nem aí pra nada, que só usam as pessoas e vão embora. Eu queria mesmo ser mal caráter... Não que eu não o seja, pois acho que todos temos um pouquinho de coisas ruins em nossa essência, se não, não seríamos seres humanos... Mas eu queria não sentir, queria ser como a garota que emu amigo está apixonado... que não vale um palito de fósforo riscado... e com certeza é mais feliz que eu. Mas não sou assim, sou uma anta emocional, romântica ao extremo... sou daquelas que acredita nas pessoas e no amor. Não adinata eu dizer que não... pois estarei mentindo pra mim... mais uma vez. Só queria entender porque o amor foge de mim como o diabo da cruz?! Esta pergunta eu não sei responder... minha psicóloga também não... então... esta será mais uma pergunta sem resposta que levarei para o túmulo...
PS.: Nóssa como estou dramática hoje !

ódio...




Odeio confiar nas pessoas e depois perceber que eram as pessoas erradas para se confiar.

Odeio não conseguir dizer sempre tudo o que eu preciso e o quero.

Odeio quando mentem pra mim e odeio ter que mentir.

Odeio pensar mais nos outros do que em mim por que eu odeio fazer as pessoas sofrerem principalmente quando são as que menos merecem sofrer.

Odeio ser preguiçosa.

Odeio fazer tudo por uma pessoa e depois ver que ela não deu valor a nada daquilo que fiz.

Odeio descontar minha raiva em quem não tem culpa.

Odeio quando alguém fala que vai me ligar e não liga.

Odeio promessas que não são cumpridas.

Odeio me decepcionar com as pessoas e odeio quando decepciono alguém.

Odeio não ter o conselho certo na hora certa.

Odeio não ter todas as respostas.

Odeio amar e não ser correspondida e odeio não poder corresponder alguém.

Odeio não conseguir dizer não.

Odeio não fazer tudo o que quero na hora que quero por medo por que eu odeio ter medo.

Odeio assistir um filme bonito e depois parar pra pensar q a vida não é bonita como nos filmes.

Odeio conhecer pessoas ruins.

Odeio brincadeiras sem graças.

Odeio não conseguir mudar o q não gosto em mim e odeio querer mudar os outros.

Odeio me sentir sozinha.

Odeio ver falsidade nas pessoas.

Odeio ver as coisas erradas e não poder fazer nada para concertá-las.

Odeio ser enganada.

Odeio me afastar das pessoas que eu amo.

Odeio não conseguir me controlar às vezes.

Odeio sonhar e ver esses sonhos acabarem tão rápido.

Odeio achar todos os dias q eu nunca vou amar e ser amada na mesma medida e odeio saber que não existe a pessoa perfeita.

Odeio não me achar capaz.

Odeio ser egoísta às vezes.

Odeio ter ciúmes e odeio fingir que não o tenho.

Odeio saber que as coisas não podem ser como a gente sempre quis saber que as pessoas não podem ser como queremos, saber que nada nem ninguém é perfeito e que principalmente eu estou longe disso.

Odeio assumir um erro e não conseguir concertar.

Odeio não poder voltar atrás em decisões erradas.

Odeio me sentir incapaz de enfrentar problemas.

Odeio me sentir dependente.

Odeio pensar de mais no futuro e não viver o presente como deveria ser.

Odeio ter que levantar quando na verdade eu quero passar o dia inteiro deitada.

Odeio me sentir frágil.

Odeio quando sou grossa.

Odeio ser iludida.

Odeio parar pra pensar como minha vida seria agora se eu tivesse tomado outras decisões e achar que o outro caminho teria sido melhor.

Odeio ser ignorada.

Odeio esperar.

Odeio chorar por que odeio ficar triste.

Odeio quando ão me dão valor.

Odeio quando me julgam sem me conhecer e odeio às vezes julgar as pessoas então tente me conhecer antes que eu tentarei fazer o mesmo.

Mas o que eu mais odeio é não conseguir odiar quem merece e, além disso, ama-la como ela não merece.

Em boca fechada não entra mosquito!



Com o passar do tempo acabamos por descobrir como as pessoas agem em determinadas situações... O pior é quando o discurso é um..... e a atitude é outra completamente diferente... Acho que todos somos assim... alguns em maior ou menor grau. Eu deveria ter aprendido com a vida... certas situações se repetem, para nos testar, e... como em concursos, eu sempre reprovo. O bom é que caso aconteça de novo, não vou pestanejar em manter meu bom bico calado!

quinta-feira, 9 de abril de 2009

No som do mingau.... Farofa Carioca

Minha músicaaaaaaaaa..... Achei!
Estou ouvindo loucamente Farofa Carioca, banda que revelou Seu Jorge. Pense num samba rock maravilhoso... Suas letras são irreverentes e ao mesmo tempo inteligentes... Esta semana só vai rola Farofa do mingau!


Doidinha
Farofa Carioca
Composição: Gabriel Moura / Jovi / Carlos Negreiros

“Hum, olha só, Seu Jorge, vai passar aqui do seu lado, olha só...
”“Huuumm...oh filhona!
Chega aí, gata...
”“e ta voltando, aê!
”Ela vai bem, muito bem, ta legal, é uma delícia de amasso


Maravilha pura, me dá beijinho na boca
E quando samba, o samba corre no sangue dela
E quando samba, o samba mora no corpo dela
E aí todo mundo pára pra olhar pra ela


Doidinha pra ter neném
Doidinha pra ter neném
Doidinha pra ter neném


Ela é campeã, um pedaço de maçã, um arraso no pedaço
Que peitinho durinho, de biquíni amarelinho
E quando samba, o samba corre no sangue dela
E quando samba, o samba mora no corpo dela (hip hop, hip hop)
E aí todo mundo pára pra olhar pra ela


Doidinha pra ter neném
Doidinha pra ter neném
Doidinha pra ter neném (vem, Farofa!)

Vai dar, vai dar, vai dar pra ter neném
Vai dar, vai dar, vai dar pra ter neném

“oh menina gostosa que passa cheirosa
Fazendo de prosa, fingindo inocente
Tirando o sossego da gente...


Que gosta, se enrosca, no seu rebolado meio suingado
Mas bem debochado, que vem lá do lado,
Passando no asfalto, arrasta a sandália na beira da praia
Tombando na areia


Eu fico mais lindo por causa do amor
Olha que coisa mais linda!
Eu fico chapado, rebola na ginga do seu rebolado
Vem toda molhada, saindo do maaar


Mostrando o seu bronzeado, passeia na areia
Seu corpo de musa é um cacho de uva
Hum, cai como uma luva no meu paladar
Que beleza”

“Hum, olha só, Seu Jorge, vai passar aqui do seu lado, olha só...
”“Huuumm...oh filhona!
Chega aí, gata...
”“e ta voltando, aê!
”Ela vai bem, muito bem, ta legal, é uma delícia de amasso


Maravilha pura, me dá beijinho na boca
E quando samba, o samba corre no sangue dela
E quando samba, o samba mora no corpo dela
E aí todo mundo pára pra olhar pra ela


Doidinha pra ter neném
Doidinha pra ter neném
Doidinha pra ter neném


Ela é campeã, um pedaço de maçã, um arraso no pedaço
Que peitinho durinho, de biquíni amarelinho
E quando samba, o samba corre no sangue dela
E quando samba, o samba mora no corpo dela (hip hop, hip hop)
E aí todo mundo pára pra olhar pra ela


Doidinha pra ter neném
Doidinha pra ter neném
Doidinha pra ter neném (vem, Farofa!)

Vai dar, vai dar, vai dar pra ter neném
Vai dar, vai dar, vai dar pra ter neném

“oh menina gostosa que passa cheirosa
Fazendo de prosa, fingindo inocente
Tirando o sossego da gente...


Que gosta, se enrosca, no seu rebolado meio suingado
Mas bem debochado, que vem lá do lado,
Passando no asfalto, arrasta a sandália na beira da praia
Tombando na areia


Eu fico mais lindo por causa do amor
Olha que coisa mais linda!
Eu fico chapado, rebola na ginga do seu rebolado
Vem toda molhada, saindo do maaar


Mostrando o seu bronzeado, passeia na areia
Seu corpo de musa é um cacho de uva
Hum, cai como uma luva no meu paladar
Que beleza”

quarta-feira, 8 de abril de 2009

rehab urgente.... rehab urgente... rehab urgente....





"You're the reason whyI'm thinking

I don't wanna smoke on these cigarettes no more

I guess that's what

I get for wishful thinking

Should've never let you enter my door



It's like I checked into rehab

And baby, you're my disease

It's like I checked into rehab

And baby, you're my disease

I gotta check into rehab

'Cause baby you're my disease

I gotta check into rehab

'Cause baby you're my disease"

Acabei de marcar uma consulta na Clínica do Sono. Não tem lógica o sono incontrolável que sinto o dia todo... e isso já vem se arrastando a pelo menos uns 6 meses... Estou sempre cansada, sempre pregada, fico pescando no computador, na sala de aula... só tá faltando no volante. Chego em casa e durmo feito louca... tenho alguns raros dias de insônia... mas a maioria dos dias durmo feito pedra. Se eu pudesse passava 90% do meu dia dormindo... só acordaria para as necessiadades básicas da vida, tipo comer, beber, ir ao banheiro e fazer sexo!

Sei que tenho apinéia... pois tem horas que acordo com falta de ar... respiro alto quando estou dormindo (não é ronco tá... mas é quase!) e acordo sempre exausta. Espero que com essa investigação o problema se resolva e eu consiga me concentrar mais, pois estou moooooito dispersa com esse sono louco que abate meu ser! Agora mesmo... nesse exato momento meu sonho é deitar aqui... em baixo da mesa e dormir até amanhã... Pena que é perigoso dormir no carro se não... eu já estaria lá... bem feliz... nanando no mingau!


terça-feira, 7 de abril de 2009

Carta a quem interessar possa...





Eu poderia perfeitamente usar 98% desta carta de Fernanda Young pra mim! Ela é foda!




"Envio esta carta porque nunca mais quero você na minha frente. E dessa vez falo sério. Nunca mais quero ouvir a sua voz, mesmo que seja se derramando em desculpas. Nunca mais quero ver a sua cara, nem que seja se debulhando em lágrimas arrependidas.


Quero que você suma do meu contato, igual a um vírus ao qual já estou imune. A verdade é que me enchi. De você, de nós, da nossa situação sem pé nem cabeça. Não tem sentido continuarmos dessa maneira. Eu, nessa constante agonia, o tempo todo imaginando como você vai estar. E você, numas horas doce, noutras me tratando como lixo. Não sou lixo.


Tampouco quero a doçura dos culpados, artificial como aspartame. Fico pensando como chegamos a esse ponto. Como nos permitimos deixar nosso amor acabar nesse estado, vendido e desconfiado. Não quero mais descobrir coisas sobre você, por piores ou melhores que possam ser.



Não quero mais nada que exista no mundo por sua interferência. Não quero mais rastros de você no meu banheiro. Assim, chega. Chega de brigas, de berros, de chutes nos móveis. Chega de climas, de choros, de silêncios abismais.



Para quê, me diz? O que, afinal, eu ganho com isso? A companhia de uma pessoa amarga, que já nem quer mais estar ali, ao meu lado, mas em outro lugar? O tédio a dois - essa é a minha parte no negócio? Sinceramente, abro mão. Vou atrás de um outro jeito de viver a minha vida, já que em qualquer situação diferente estarei lucrando. Mas antes faço questão de te dizer três coisas.


Primeira: você não é tão interessante quanto pensa. Não mesmo. Tive bem mais decepções do que surpresas durante o tempo em que estivemos juntos.


Segunda: não vou sentir falta do teu corpo. Já tive melhores, posso ter novamente, provavelmente terei. Possivelmente ainda esta semana.


Terceira: fiquei com um certo nojo de você. Não sei por quê, mas sua lembrança, hoje, me dá asco. Quando eu quiser dar uma emagrecida, vou voltar a pensar em você por uns dias.

Bom, era isso. Espero que esta carta consiga levantar você do estado deplorável em que se encontra. Mentira. Não espero nenhum efeito desta carta, em você, porque, aí, veria-me torcendo pela sua morte. Por remorso. E como já disse, e repito, para deixar o mais claro possível, nunca mais quero saber de você.


Se, agora, isso ainda me causa alguma tristeza, tudo bem. Não se expurga um câncer sem matar
células inocentes.Adeus, graças a Deus."
Karyna Pixaim - prá você Titia!


P.S.: esta não é mais uma dessas cartas-desabafo.


P.S. do


P.S.: esta é uma carta-desabafo-quase-música-de-Adriana-Calcanhoto




fernanda young

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Eu torço para Priscila!



Amanhã é a final do BBB9... Não acompanhei muuuuuito, mas na medida do possível eu assistia... Os detalhes mais sórdidos eu leio no Big Bosta Brasil, que diga-se de passagem é moooooito bem escrito pelo pessoal do Te Dou Um Dado? um dos meus blogs preferidos...

Bem... estou torcendo pra Priscila. De todos os participantes ela é a mais sensata e inteligente... embora piriguete... Mas quem disse que ser piriguete é defeito???


Até fiquei tentada em torcer pela Francine, mas ela é burra demais... tipo uma mula, mais mula que eu! Ela é uma retardada emocionalmente falando. Como ela pode cair no papo daquela beesha do Max? Prá esse eu não torço nem amarrada... falso que dói na alma, fez um joguinho uó... usou a tonta da Fran pra chegar à final na cara mais dura do universo.


Pois bem negada... Vamos votar!!!!


Vai dar Prianha na cabeça!!!!