quinta-feira, 31 de março de 2011

REPÚDIO E VERGONHA - JAIR BOLSONARO

MANIFESTO DE UM ESTUDANTE DE DIREITO AOS ABSURDOS DITOS PELO EXCELENTISSÍMO SENHOR DEPUTADO JAIR BOLSONARO.


O que é a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados?
É palco para revoltas à sociedade, haja vista compô-las os intolerantes.
Manifesto neste e-mail simples minha indignação pelas expressões utilizadas pelo Senhor Bolsonaro ao programa CQC, recente, e que  acarretam a vergonha dessa DEMOCRACIA atual.
A grosso modo, o regime democrático tem lá suas vantagens, pois é a partir dele que nós do POVO, de verdade, conseguimos enxergar os que agem em nosso favor e os que semeiam o desrespeito e violência.
Absurdo querer um Brasil ditatorial em pleno século XXI!
O que é de mais importante, evolução ou involução!?
A homossexualidade Sr. Bolsonaro não é doença!
E nem tapas e pancadas "resolvem o problema". Pense! Somos seres humanos e não faço, aqui, pregações sentimentais, mas reais.
A atualidade nos prende em uma verdade de fato inegável. O GAY EXISTE E ABRANGE UM ESPAÇO MAIOR NA SOCIEDADE!
A Costituição de 1988 não é conto de fadas, é LEI. Você que é o da DISCIPLINA, sabe que regras devem ser CUMPRIDAS.
Os direitos fundamentais de primeira geração são aqueles que preservam o "eu das pessoas", os que garantem condições mínimas de respeito ao individual.
Ora, se nesse diapasão, eu me encontro ser humano, dotado de razão e de direitos: Por que não tê-los respeitados e amparados?
Nosso momento demonstra a intolerância, e Sua EXCELÊNCIA sabe bem que se medidas não forem tomadas, drasticidades maiores ocorrerão.
Quanta ironia em dizer, ao lado do presidente do grupo LGBT de Brasília, "que são poucos os gays que morrem por ataques homofóbicos". Diga para mim senhor Bolsonaro, seu papel da CCJ é de consultor do quê?
Qual parâmetro constitucional é utilizado para destacar tamanha resistência aos direitos dos homossexuais?
Não só o meu, os nossos, mas os das minorias. Discriminar os negros? Mulheres?
Em qual século se encontra seus pensamentos DEPUTADO?
Neste PAÍS há pessoas que lutam em prol de mudanças positivas. Não se pode fazer daqui, um quintal de perdilhões de violência como SUA EXCELÊNCIA deseja!
Caia na real!
Na linguagem do POVO: ACORDA!
Ficou provado, por A+B, que essa sua atitude no mínimo desonrosa, provou que no Brasil eleição, ainda, é imaturidade.
Que falta nexo de causalidade entre o voto e o elegível.
Prova disso, é o Senhor DEPUTADO BOLSONARO.
"Nome forte"!
De quem sabe o que é A DISCIPLINA.
Mas desconhece o fator, HUMANISMO.
Com todas as vênias, até porque não detenho da imunidade parlamentar (grande referencial para proliferações de discursos como esses - mesmo que para os DEPUTADOS, em geral, seja desconhecida a regra de uso desse benefício constitucional para atribuições do cargo que lhes foram dados por meio do sufrágio [ou infelizmente pela cadeia do "vou entrando" às custas dos restos dos quocientes de votação]), falta-lhe caráter determinante para ser DEPUTADO: SER HOMEM, NOS MAIS CRU DOS SENTIDOS DA PALAVRA.
O homem que chora, ama, educa, vive, é empático: no mínimo, ressalte-se, NO MÍNIMO, age como ser humano e se esquece do gênero para se colocar nos lugares onde deve para melhorar os estragos que existem e que ainda corroboram.
Sou estudante de Direito, talvez as ideias bem engajadas tenham-lhe mostrado isso!
Falar de Constituição não é o mesmo que falar sobre manual de instruções!
O Brasil é lindo!
E a beleza é encontrada, diversificadamente, nas diferenças.
Quem aprende com o igual? A não ser repetir ideias que se estatizam e ferem as gerações seguintes?
Do ponto de vista jurídico, LEI, questiono o seguinte: Para quê LEI MAGNA se existe quem a deprecia NO CARGO QUE LHE FOI ATRIBUÍDO PELO ESTADO?
Estado?
Quem o é?
O Sr. Bolsonaro?
Estado? de Fúria? Medo? e apologia à Violência?
Caso o senhor tenha dúvidas em algum comentário "jurídico demais" neste desabafo, peço que se auxilie dos Consultores dessa Casa, eles estudaram e entendem que o mínimo albergado pela Lex Mater de 88 é o HUMANISMO.
Não há significado desta palavra para o senhor!
Talvez porque seus mecanismos lhe prendam a um passado sombrio e cheio de revoltas.
MUDE!
O BRASIL MUDA E NÃO ESPERA ATRASADOS, DATA MÁXIMA VÊNIA, COMO SUA HONROSÍSSIMA E POR DEMAIS PRESTIGIADA EXCELÊNCIA!

Marcelo José Rodrigues de Barros Holanda
Estudante de Direito pelo IESB - DF
Futuro "sensato" operador do direito, homossexual assumido e presente no meio em que convive sem abstenção do que é, E SEMPRE foi de VERDADE!